Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Dante Escuta
Moodle Colégio Dante Alighieri
Home / Destaque / Destaque / Notícias / Notícias da Home / Notícias em Destaque

Projeto de ex-aluno propõe adaptação de ônibus como unidade básica de saúde

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 19 de maio de 2020

O ex-dantiano Andre Zanolla, atualmente aluno do quinto ano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, coordena o projeto O-SI – Ônibus de Saúde Imediata, que sugere a reutilização dos ônibus que foram retirados de circulação da região metropolitana de São Paulo como novos espaços móveis de unidade básica de saúde.

Protótipo do O-SI (Crédito: Andre Zanolla)

O estudante de arquitetura conta que a ideia surgiu da união de duas demandas atuais: a renovação da frota de ônibus paulistana (4.800 veículos foram retirados de linha nos últimos 3 anos) e a atual pandemia causada pelo novo coronavírus. “Desde março estávamos estudando formas de atuar de maneira combativa contra o Covid-19 fazendo uso de nossos conhecimentos e de experiência profissional para trazer algo de proveitoso à sociedade. Esperávamos não somente combater o vírus como também despertar uma retomada na produção acadêmica e profissional brasileira, sobretudo no campo de arquitetura e design”, afirma.

Uma pesquisa de amostragem feita pelo grupo de estudos do projeto demonstrou que 83% das pessoas deixaram de procurar assistência médica desde o início da quarentena, em 23 de março, por receio de contaminação com o novo coronavírus. Assim, o O-SI – Ônibus de Saúde Imediata vem como um projeto para aliviar o sistema de saúde em tempos de pandemia e, também, como prevê o jovem aluno da FAU, tornar-se um legado para a população.

Além de Zanolla, participam do grupo de trabalho que deu origem ao O-SI o escritório Democratic Architects; Antônio Roberto Zanolla, pai de Andre e ex-aluno do Dante e da FAU; e Rennan Carlos, da Universidade Anhembi Morumbi.

Protótipo do O-SI (Crédito: Andre Zanolla)

Atualmente, eles estão buscando investidores para a viabilização prática do projeto, que já foi encaminhado à Prefeitura de São Paulo para análise e para a Câmara Municipal para discussão e viabilidade de implantação das unidades com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria Municipal de Transportes (SMT).

O Democratic Architects é um escritório de pesquisa e desenvolvimento de projetos arquitetônicos criado para produzir projetos de cunho social, formado por uma equipe multidisciplinar e criado por Zanolla no início de 2020. O jovem conta que o insight para criá-lo se deu quando voltou ao Brasil depois de morar dois anos na Dinamarca trabalhando no escritório BIG, Bjarke Ingels Group: “percebi que havia uma grande lacuna de conhecimento em muitas das áreas relacionadas a arquitetura e design, sobretudo no que diz respeito à aplicação de tecnologias e ao método de trabalho. Decidi então juntar colegas de diversas áreas (com ênfase para a arquitetura) e criar o Democratic Architects, um grupo dinâmico e plural para reimaginar a prática da arquitetura no Brasil”.

Para mais informações, escreva para andre.zanolla@usp.br ou acesse o perfil do Instagram @democratic_architects.

Categorias: Destaque, Destaque, Notícias, Notícias da Home, Notícias em Destaque
error: Conteúdo protegido!!