Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Ensino Fundamental II

John Boyne fala aos 8os anos sobre “O menino do pijama listrado”

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 19 de agosto de 2010

De passagem por São Paulo para participar como convidado da 21ª edição da Bienal Internacional do Livro, o irlandês John Boyne visitou o Dante na tarde de 18 de agosto. Na visita, o autor falou sobre o processo de criação e confecção de um livro, deu dicas de como praticar a escrita aos alunos e respondeu às questões dos 8os anos a respeito de seu best-seller, “O menino do pijama listrado”, obra que alavancou a carreira literária de Boyne.

Lançado em 2006, o romance conta a história de Bruno, um garoto alemão que sai de Berlim para uma área isolada, próxima a uma cerca onde vivem centenas de pessoas de pijama listrado. Caminhando ao longo da cerca, conhece Shmuel, um menino judeu que passa a ser o seu melhor amigo, e a história se desenrola em torno da amizade entre duas crianças em meio ao caos e ao terror do Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial.  Sucesso nas prateleiras de todo o mundo, ganhou uma adaptação para o cinema em 2008.

Ao lado de Augusto Pacheco Calil, responsável pela tradução da obra para o português do Brasil, John Boyne iniciou o contato com as crianças apresentando-se como um apaixonado pela literatura desde os primeiros anos da infância, quando colocava seu nome no rodapé de contos famosos e os retornava às estantes. Falou também sobre o ritmo acelerado de produção de um escritor e não desapontou os presentes ao responder cada questão a respeito de “O menino do pijama listrado”, quinto livro da carreira do irlandês e o primeiro a ser lançado internacionalmente.

“Minha ambição era publicar uma obra que fizesse os leitores olhar para o que aconteceu no passado, mas, além disso, analisassem o momento em que estão agora”, comentou. “E de mãos dadas, lado a lado, Bruno e Shmuel deixam claro que a amizade sempre será, de qualquer maneira, muito mais forte que qualquer tipo de ódio”, frisou o autor.

Para facilitar a comunicação entre autor e alunos, o evento contou com a participação da professora Rossella Beer, coordenadora da High School do Colégio. Complementando a análise da obra, Calil fez um breve relato sobre o trabalho de quem traduz livros, que não consiste apenas em passar a obra de um idioma para outro, mas também garantir que as características de cada livro e o estilo de cada autor sejam preservados e passem a ter significância para um novo público.

Para a aluna Isabelle Mouracade, a conversa com o autor evidenciou até mesmo diferenças entre a obra literária e a cinematográfica. “O livro é mais completo que o filme, e tem muito mais intensidade”, disse.  “Foi muito legal ter um autor internacional aqui no Dante. ‘O menino do pijama listrado’ é um dos melhores livros que eu já li”, completou a amiga Evorah Scafuro.

“Ter um escritor como John Boyne na escola é um enorme privilégio”, opinou a professora Maria Cleire Cordeiro, coordenadora do Departamento de Língua Portuguesa. “Gostei muito da maneira como ele se posicionou a respeito do preconceito, da aceitação em relação às múltiplas interpretações da literatura e da maneira como aconselhou os alunos a não excluir as coisas ruins de seus textos, e sim falar da vida, que tem um lado triste, como um todo”, declarou.

Categorias: Ensino Fundamental II