Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Esportes / Institucional / Notícias

Equipe do Dante corre a São Silvestre

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 15 de janeiro de 2019

No último dia de 2018, enquanto a maioria das pessoas aproveitava para descansar e terminar os preparativos para a festa de Réveillon, três colaboradores do Dante corriam um percurso de 15 km pelo centro da cidade de São Paulo. Participaram da última edição da Corrida Internacional de São Silvestre o presidente do Colégio, dr. José Luiz Farina, Gonçalo José Soares de Macedo, porteiro; e Antonio Heronides Ferreira, auxiliar de copa.

Gonçalo, corredor profissional, participa da São Silvestre desde 1988; já Antonio participa de um grupo de corrida do Sesc-SP e já participou de diversas provas, incluindo a Maratona de São Paulo em 2017. Eles acompanharam o dr. Farina, que encarou a prova pela segunda vez.

“Eu completo 70 anos agora em março e só de conseguir completar a prova, que não é fácil, já considero uma vitória. Também agradeço muito ao Gonçalo e ao Antonio por terem me acompanhado”, disse o presidente, que foi atleta na juventude, tendo competido pelo próprio Dante, pelo Club Athletico Paulistano e também pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), também conhecida como Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. “Eu praticava atletismo, vôlei e futebol, e ganhei muitas medalhas na época”, recorda o dr. Farina.

O segredo é o foco

“Nunca deixei de me cuidar e de ter uma vida ativa. Atualmente, faço caminhada uma hora por dia e musculação na academia do Dante de uma a duas vezes por semana, além de nunca ter fumado; beber, apenas socialmente, e me alimentar de forma equilibrada”, conta o dr. Farina. Mas o segredo, segundo ele, é o foco: “Claro que precisa se preparar, mas a força mental também é fundamental. Você tem que acreditar que vai conseguir, que você pode, e pensar positivo sempre. Quero que os alunos vejam isso como um exemplo, que pensem com carinho nos seus objetivos de vida e nunca desistam, trabalhando duro até conquistá-los. Tudo é possível! Só precisa de determinação”, conclui o presidente, que já pensa em fazer a prova de novo em 2019.

Categorias: Destaque, Esportes, Institucional, Notícias