Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Médio / Institucional / Notícias

Vencedores do I Desafio Dante GEN de Empreendedorismo vão para Washington-DC

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 19 de dezembro de 2018

Os alunos vencedores da primeira edição do Desafio Dante GEN de Empreendedorismo viajaram para Washington-DC, nos Estados Unidos, entre os dias 26 e 29 de novembro. Acompanhados pelo professor de tecnologia educacional Rodrigo Assirati, os sete estudantes puderam apresentar os projetos campeões no Inter-American Development Bank (BID) e no Brazil Institute do Wilson Center, além de visitar importantes pontos turísticos relacionados à política estadunidense, como o Capitólio, o Memorial Martin Luther King e os Arquivos Nacionais, e de aprender sobre o sistema judicial dos EUA com o juiz sênior Peter J. Messitte no Tribunal do Distrito Federal de Maryland. Na corte, os jovens também conversaram com procuradores e desembargadores brasileiros e divulgaram suas ideias. “É muito importante. Para você ter uma ideia do prestígio que foi essa visita, Sergio Moro fez uma palestra lá este ano e agora o mesmo público ouviu nossos alunos. Não é pouca coisa”, afirma Rodrigo.

Os projetos vencedores foram “H2Oxum”, desenvolvido pelos alunos Bruno Martelli de Freitas, Davi Perides Roizman e Helena Garrido Martos, da 2ª série A; e “Sustentabilidade com Visibilidade”, criado pelos estudantes Luiza Franco Riso, Maria Clara Julio Carvalho, Pedro Paulo Gaudenci Alves e Taís Bucci Rodrigues Netto, da 1ª série D. As duas iniciativas se destacaram entre os 150 projetos apresentados, que foram avaliados por professores do Colégio Dante Alighieri e também por convidados externos como professores universitários, empresários e cientistas. O anúncio dos vencedores aconteceu na Mostra Dante GEN, no dia 9 de novembro. Todos os alunos do Ensino Médio participaram do Desafio, cujo objetivo era desenvolver soluções de políticas públicas para problemas urbanos com impacto social positivo.

O “H2Oxum” seria uma fundação sem fins lucrativos para levar água potável a moradores em situação de rua em São Paulo por meio de garrafas tecnológicas que funcionariam como filtros portáteis, usando parceria público-privada para distribuir o material em centros de acolhida para adultos (albergues da prefeitura). Reportagens e estudos mostram que essa população sofre mais com a falta d’água do que com a fome, gerando inúmeros problemas relacionados à saúde e à higiene e onerando o SUS. Já o “Sustentabilidade com Visibilidade” pretende renovar os cestos de lixo reciclável com um novo design, instalando mais lixeiras em toda a cidade de São Paulo, além de simplificar e facilitar a separação do lixo com recursos visuais – os cestos continuariam seguindo as cores-padrão da reciclagem, mas teriam o formato dos principais produtos de cada categoria. A ação seria acompanhada de uma forte campanha de conscientização e ajudaria a evitar a contaminação do lixo reciclável, além de aumentar o volume de reciclagem na capital paulista – que hoje representa apenas 3% do total de resíduos gerados.

Postura exemplar

“Nossos alunos ainda são adolescentes e estudantes do Ensino Básico, mas tiveram a oportunidade de apresentar suas ideias para o BID, falando para todos os representantes do Brasil e tendo um feedback muito positivo da diretoria. O BID usa dez critérios de avaliação para projetos, e as iniciativas do Dante foram aprovadas em nove deles – só não passaram em todas justamente por serem projetos escolares e não ações verídicas de empresas ou instituições consolidadas. Mas imagine um garoto de apenas 15 anos sentando na mesa do BID e sendo tratado de igual para igual. É uma experiência única da vida, e nos deu muito orgulho de nossos estudantes”, diz Assirati, emocionado. Ele conta que os alunos tiveram uma postura exemplar durante toda a viagem, valorizando as oportunidades de forma muito madura e aproveitando-as ao máximo.

No Wilson Center, os dantianos também receberam elogios e deixaram os representantes do Brazil Institute muito impressionados. “São pessoas que avaliam projetos de políticas públicas todos os dias, que entendem muito do assunto, e elogiaram os projetos dos nossos alunos”, comemora o professor. A equipe do Wilson Center também colocou os estudantes em contato com a coleta seletiva da cidade de Washington, para que pudessem conhecer o processo e trazer conhecimento e mais ideias para o Brasil. “Esse intercâmbio cultural também foi muito importante, saber como os EUA tratam as políticas públicas e como respeitam a sua constituição. A visita ao Capitólio e à corte federal foi muito impactante e nos ensinou muito”, conclui Assirati.

Categorias: Destaque, Ensino Médio, Institucional, Notícias