Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Médio / Notícias

Universidades estrangeiras visitam o Dante

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 30 de setembro de 2019

No dia 23 de setembro, o Dante recebeu a visita de representantes de universidades estrangeiras para que os alunos da High School pudessem ter contato direto com instituições de ensino no exterior, já que muitos se preparam para estudar fora depois de concluírem o Ensino Médio. No entanto, alunos que não fazem parte do programa de High School também puderam visitar a feira. Os estudantes puderam tirar dúvidas sobre o processo de admissão, custo de vida em cada localidade, oferta de cursos, oportunidades de bolsas de estudo, empregabilidade após a graduação, vistos e exigências de idioma diretamente com representantes das instituições de ensino, além de praticarem o inglês com visitantes estrangeiros.

Feira de Universidades Estrangeiras no Dante_1

Participaram, entre outras, as escolas University of Hartfordshire (Reino Unido), West Virginia University (Estados Unidos), Saint Mary’s University (Londres, Reino Unido), especializada em comunicação, marketing, direito, relações internacionais e administração, Universidade de Ohio (EUA), que tem mais de 250 cursos, mas é reconhecida pela ótima faculdade de jornalismo, e MI College of Contemporary Music (EUA), que fica em Los Angeles e é especializada em cursos profissionalizantes para músicos, mas também oferece cursos de gestão de carreira e administração de artistas, além de proporcionar experiências na robusta indústria de cinema e televisão local com trilhas sonoras e sonoplastia.

Feira de Universidades Estrangeiras no Dante_2

Já a University of Prince Edward Island (Canadá), que oferece cursos em diversas áreas (de veterinária a ciência da computação, engenharia e design), promete facilitar o financiamento do curso. “Nós temos um custo muito menor do que a média das universidades americanas, chegando a custar apenas metade ou até mesmo um terço. Além disso, o Canadá é mais aberto a imigrantes, sejam eles estudantes ou profissionais, e busca mão de obra especializada. Por isso, o governo incentiva e apoia a admissão de alunos estrangeiros em nossa universidade, e temos possibilidades de emprego após a formação”, conta Jerry Wang, diretor do departamento de recrutamento da universidade. Ainda no Canadá, a University of Winnipeg também oferece, além de cursos de graduação, programas de High School, aceitando estudantes brasileiros de Ensino Médio para intercâmbio com ótima infraestrutura.

Feira de Universidades Estrangeiras no Dante_3

Na Europa, a EU Business School possui quatro campi – em Munique (Alemanha), Barcelona (Espanha), Genebra e Montreux (Suíça) – e é especialista em administração e negócios, oferecendo diversos cursos na área, além de marketing, relações internacionais, design e inovação e até gestão para o mercado de esportes e vários MBAs. A universidade é parceira da Ibmec e costuma colocar os estudantes em contato com grandes empresários e personalidades, promovendo palestras e visitas a empresas de sucesso. Recentemente, houve uma palestra de Omar Barrada, diretor de operações do time de futebol inglês Manchester City, e os alunos puderam conhecer a inovadora empresa Tesla, de Elon Musk, em visita exclusiva.

Feira de Universidades Estrangeiras no Dante_4

De volta aos EUA, a Merrimack College fica em Massachusetts, mesmo estado de universidades famosas como Harvard e MIT, mas é muito menor – apesar de oferecer diversos cursos, de ciência de dados a pedagogia, que é o forte deles. “As pessoas costumam pensar em estudar no exterior e focam apenas nas universidades de grande porte, principalmente as mais famosas, mas considerar as menores é uma ótima opção. Primeiro porque o ambiente é mais acolhedor e o aluno terá mais atenção dos professores e de toda a equipe, além de enfrentar menos dificuldade de adaptação. Segundo porque os custos são significativamente menores e o processo de admissão menos concorrido”, explica Rachel Rampone, assistente do diretor de admissão da universidade. Mesmo para quem faz questão de estudar em uma instituição grande, faz sentido pensar fora da caixa e buscar faculdades fora do senso comum, dando uma chance para instituições tão boas quanto as grandes e que possibilitam mais chances de aceitação. Um exemplo disso é a Arizona State University, que possui mais de 110 mil estudantes, 350 cursos de graduação e 4 campi no estado que faz fronteira com o México, mas que ainda é menos conhecida do que as faculdades da Ivy League ou as grandes da costa oeste, como UCLA e Berkeley. A universidade foi considerada como a número um em inovação nos EUA pelo U.S. News & World Report, desbancando concorrentes mais famosas como Stanford e MIT, e oferece apoio maior a estudantes internacionais, mais chances de bolsas de estudo e transferências. “Também somos muito fortes em esportes, temos times profissionais grandes e atletas parceiros, como o campeão mundial de natação e medalhista olímpico Michael Phelps, que é treinador convidado aqui na Arizona State”, conta Kathleen Dixon, diretora associada do departamento internacional de admissões.

Categorias: Destaque, Ensino Médio, Notícias