Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Fundamental / Ensino Fundamental II / Notícias

Museu faz ação pela preservação do Tamanduá

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 21 de Fevereiro de 2019

O Museu de História Natural do Dante realizou, de 18 a 22 de fevereiro, a exposição “O Grande Caçador de Formigas: você sabe qual animal é?”. O objetivo foi conscientizar alunos, professores e funcionários sobre a importância do tamanduá para a natureza brasileira, mostrando como a ação do homem impacta a vida dos animais. Com atividades lúdicas e criativas voltadas a estudantes de 2º a 6º ano do Ensino Fundamental e oferecidas durante os horários de intervalo, a equipe do museu procurou sensibilizar as crianças sobre a importância dos diferentes biomas, explicando como eles regulam o clima e trazem impactos diretos na vida da sociedade. Havia material em vídeo e diversos jogos, como o “Tamandoludo” e uma lousa magnética representando uma estrada cercada por floresta, além de uma apostila com desenhos para colorir e passatempos.

“Este ano pretendemos montar algumas exposições em períodos livres de provas e avaliações para que as crianças possam aproveitar bastante. Os temas estão sempre relacionados à preservação da biodiversidade, da qual depende o bem-estar humano. Nesse sentido, as coleções biológicas do museu são utilizadas como ferramenta de expansão de conhecimento com a intenção de sensibilizar nosso público para manter e respeitar a natureza, afinal o planeta é nossa casa”, explica Ana Paula Fioretti, supervisora do museu.

“O Museu de História Natural do Dante faz parte da Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil, e uma das nossas responsabilidades é promover ações de educação ambiental. Procuramos fazer isso de forma alternativa, com atividades lúdicas no espaço do museu, para atrair a atenção dos alunos desde as faixas etárias mais baixas”, conta a bióloga Giovana Castro. “Em 2019 começamos pelo tamanduá, sendo que em nosso acervo temos um exemplar taxidermizado. É um animal curioso, excêntrico, que está ameaçado de extinção. Explicamos a importância de preservar o meio ambiente para então proteger o animal, e o papel do bicho na manutenção do ecossistema em que ele vive. As ações do homem, como poluição, desmatamento, queimadas e atropelamentos nas estradas fazem com que tanto o animal quanto o meio ambiente sejam ameaçados. Nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul a ocorrência de atropelamento de tamanduás é muito alta e, infelizmente, não há fiscalização”, afirma a educadora. Giovana conta ainda que, antigamente, o tamanduá existia em todos os biomas brasileiros, estando presente em todas as regiões do país. Hoje, o animal é mais comum na região centro-oeste e na área de cerrado.

Categorias: Destaque, Ensino Fundamental, Ensino Fundamental II, Notícias