Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Fundamental / Ensino Fundamental II / Ensino Médio / Institucional / Notícias

Mostra Dante GEN valoriza ciência, inovação e empreendedorismo

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 9 de novembro de 2018

No dia 20 de outubro o Dante realizou a primeira edição da Mostra Dante GEN, que reuniu em um grande evento a 21ª edição da Feira de Ciências e Tecnologia, a premiação do X Simpósio de Pré-Iniciação Científica e o I Desafio Dante GEN de Empreendedorismo.

 

X Simpósio de Pré-Iniciação Científica

O dia começou com a cerimônia de premiação do Cientista Aprendiz, no auditório Miro Noschese. Nos dias 9 e 10 de outubro, durante a décima edição do Simpósio de Pré-Iniciação Científica, os 133 trabalhos do projeto, feitos por alunos do 8º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio, foram avaliados por 90 professores externos altamente graduados, vindos de universidades como USP, Unesp e Unifesp, entre outras. As avaliações das bancas geraram um ranking de notas, e os melhores projetos de cada ano e série foram premiados na Mostra Dante GEN, recebendo medalhas e certificados. No total, foram 37 projetos premiados. Além disso, o Simpósio ainda foi filiado às feiras de ciências nacionais e internacionais Genius Olympiad (EUA), Febrace, ICLOC Jovem, Mostratec, Mostratec Junior e Mocica.

Um dos projetos premiados foi a pesquisa de Luiza Rodrigues Araujo, da 3ª série C do Ensino Médio, que estudou como a autocobrança e a falta de sono afetam o desempenho escolar e a saúde mental de crianças de 4º a 6º ano do Ensino Fundamental. “O que mais me impressionou foi descobrir que esse problema não tem idade, já que mesmo crianças de 10 anos já podem apresentar sinais de estresse, ansiedade, baixa autoestima e distúrbios do sono. A dica é não quebrar a rotina de sono nos finais de semana”, conta ela. Sob orientação da professora Rita de Barros, a pesquisa de Luiza ficou em primeiro lugar na categoria Humanas II – sênior do X Simpósio Cientista Aprendiz.

Os projetos do Cientista Aprendiz abordam diversas disciplinas, como astronomia, biologia, engenharia, física, humanas, medicina e saúde, meio ambiente e tecnologia. Na cerimônia de premiação, estiveram presentes o presidente do Dante, dr. José Luiz Farina; a diretora-geral pedagógica do Colégio, professora Silvana Leporace; e a coordenadora-geral pedagógica, professora Sandra Tonidandel. “O Cientista Aprendiz existe desde 2006, aceita alunos do 8º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio e nasceu do grande interesse dos alunos pelas atividades em laboratório e pelas diferentes áreas de pesquisa científica, além da intenção da escola em propiciar um espaço diferenciado para os estudantes desenvolverem as grandes competências do século XXI, como criatividade, inovação, comunicação, pensamento crítico e colaboração”, disse Silvana.

 

21ª Feira de Ciências

Logo após a premiação do Cientista Aprendiz, começou a 21ª edição da já tradicional Feira de Ciências do Colégio, realizada bienalmente para expor projetos de alunos do 4º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio. Em 2018, mais de 300 projetos participaram da feira, que contou com uma premiação baseada em avaliação de júri popular. Os trabalhos premiados foram “Coca-cola saudável”, do 9º ano J (alunos Caio Lôbo, Eduardo da Silva, Enzo Capalbo, Giuliano Jantalia, Joao Cintra, Leandro Andrucholli e Thomas Sellwood), e “Luzes da balada interferem no reflexo e equilíbrio?”, do 8º ano C (alunos Carolina Maldonado, Gabriela Monteiro, Isabela D’Amaral, Maria Eduarda Rodrigues, Mariana Feres e Vinicius Aneas).

Outro destaque da feira foi o lançamento do livro “Observação do Céu Noturno”, feito pelos alunos do curso livre de observação noturna, que acontece todas as quintas-feiras no topo do edifício Michelangelo e é aberto para funcionários, pais e alunos a partir do 6º ano. O curso, realizado pelo Departamento de Física com os professores Ednilson Oliveira e Manoel Resende, começou em 2016 e une aulas teóricas e práticas, com observação do céu por meio de telescópios. O livro foi ilustrado com imagens feitas pelos próprios alunos e textos criativos também preparados por eles. “Mesmo estando no meio de São Paulo, com muita luz e poluição, conseguimos ver bastante coisa. O que eu mais gostei de ver foi Júpiter, com suas listras e satélites em volta”, conta Ana Rita Araújo Silva, do 8º H.

 

I Desafio Dante GEN de Empreendedorismo

Ao final do evento, aconteceu ainda a primeira edição do Desafio de Empreendedorismo, projeto interdisciplinar em que alunos do Ensino Médio deveriam apresentar propostas inovadoras para transformar a realidade em que vivem. Dos 156 projetos submetidos, 10 foram premiados em parceria com empresas para oferecer aos estudantes experiências de vivência profissional. Participaram o Grupo Fleury, de diagnósticos; as empresas de tecnologia Cisco e IBM, e a startup de tecnologia educacional Explorum. Os primeiros colocados, por sua vez, ganharam uma viagem para Washington – DC, nos EUA, para conhecer o Brazilian Institute do Wilson Center, um dos melhores think tanks do mundo e parceiro do Dante, que apoia pesquisas sobre políticas públicas que tenham potencial para impactar a sociedade.

Os trabalhos foram cuidadosamente avaliados por 62 convidados externos, que iam de empresários a professores universitários. Chamaram atenção os 76 projetos voltados para acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiências, como a cadeira de rodas com fitas de piezelétricos desenvolvida pelo aluno Diogo Pereira, da 2ª série G do Ensino Médio. “Temos hoje 131 milhões de cadeirantes no mundo, e o objetivo é reduzir os custos de uma cadeira de rodas elétrica, gerando energia por meio da pressão e do peso”, explicou. As iniciativas ganharam até uma matéria no jornal O Estado de S. Paulo.

“Estou muito emocionada e orgulhosa de vocês. Que possamos sair daqui com mais fé e esperança, entendendo que é sim possível mudar o mundo para melhor”, disse a professora Valdenice Minatel, diretora de Tecnologia, durante a cerimônia de premiação. “O pioneirismo está no DNA do Dante. Falamos disso até no hino do Colégio e quisemos estimular a criatividade, o empreendedorismo e a inovação”, explicou a professora Sandra Tonidandel, coordenadora-geral pedagógica.

Também participaram da premiação o dr. José Luiz Farina, presidente do Dante; João Ranieri, diretor financeiro do Colégio; o promotor de justiça e representante do Wilson Center dr. Fabio Bechara; Alcely Barroso, executiva de ecossistema educacional e universidades da IBM; Eduardo Azevedo, CEO da Explorum; Luzia Sarno, CIO do Grupo Fleury; e Ricardo Santos, diretor de educação e cuidados com saúde da Cisco. “O Dante é cliente e parceiro da Cisco há muitos anos e vai ser muito interessante poder receber os alunos em nossa empresa, para nós é uma contribuição importante. Vamos mostrar a eles como é trabalhar em uma multinacional de tecnologia e promover conversas entre os estudantes e nossos funcionários mais jovens, para que eles possam se identificar e falar sobre a transição para a vida adulta e profissional, dividindo experiências”, conta Ricardo, empolgado.

Categorias: Destaque, Ensino Fundamental, Ensino Fundamental II, Ensino Médio, Institucional, Notícias