Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Institucional / Notícias

Italiana presidente de associação de Educom palestra no Dante

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 2 de Janeiro de 2019

No dia 9 de novembro, o Dante recebeu a italiana Gianna Cappello, professora da Universidade de Palermo e presidente da MED – Media Education, associação italiana de educação para mídia e comunicação. No auditório Guglielmo Raul Falzoni, que ficou lotado, Gianna fez uma palestra gratuita e aberta ao público externo com tradução simultânea para falar sobre educação para a mídia e os desafios da contemporaneidade.

“O MED foi inaugurado em 1996 e, desde então, sempre esteve focado na formação de professores, profissionais de mídia e pesquisadores. Desde a década de 1970 as escolas italianas já usavam a mídia em sala de aula, como um objeto de estudos, mas foi só 20 anos depois que começamos a discutir educação midiática de fato, nos anos 1990”, contou Gianna. “Em 2007, houve a definição do que era educação cívica digital feita pela Carta Europeia, e passamos a pensar sobre cidadania digital. Afinal, não basta apenas usar a tecnologia, ter Wi-Fi, tablet e lousa interativa. É preciso ter um projeto pedagógico e entender para quê e como estamos usando esses recursos tecnológicos, já que a transformação vem das pessoas e dos professores, e não das ferramentas em si”, conclui ela.

Na Itália, o uso de tecnologias em sala de aula é obrigatório na rede pública de ensino, mas segundo Gianna não houve um cuidado paralelo em como adaptar os conceitos e os recursos de forma adequada, envolvendo toda a escola para a criação de um conteúdo interdisciplinar que trate do tema de forma holística, de modo que sejam formados não apenas alunos mas cidadãos preparados tanto para o mundo on-line quanto para o off-line. A italiana também falou sobre alguns tabus relacionados ao uso educacional dos recursos tecnológicos, como a polêmica do uso de celular dentro da escola – prática que foi duramente proibida na França, mas que pode trazer muitos benefícios se usada de forma responsável. “O aparelho pode ter sim um uso pedagógico e benéfico, como o próprio Dante Alighieri faz. A questão é supervisionar e usar da melhor forma possível”, explicou.

A professora acredita que a tecnologia nunca vai substituir o professor, pois é apenas um instrumento facilitador, e que os alunos sempre precisarão de orientação sobre como usá-la de forma correta – quebrando o mito do nativo digital, já que, por mais que as novas gerações tenham mais facilidade de manusear equipamentos e programas, falta-lhes maturidade, responsabilidade e experiência, o que pode levar a casos de cyberbullying, superexposição e vazamento de dados. Gianna afirmou que o MED e o Dante estão muito alinhados na forma de trabalhar a cidadania digital e, ao final da palestra, ainda respondeu dúvidas da plateia.

Gianna participou do II Congresso Internacional de Comunicação e Educação, que foi realizado na ECA-USP e no Dante, e contou com o apoio do Colégio para vir ao Brasil. Ela também visitou o Dante mais uma vez após a palestra para participar do encerramento do evento, que foi a única atividade da programação realizada fora da USP.

Categorias: Destaque, Institucional, Notícias