Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Médio / Notícias

Eletiva tem aula especial com chef do restaurante Taormina

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 30 de outubro de 2019
aula de culinária italiana

Na tarde do dia 21 de outubro os alunos da disciplina eletiva “Cucina Regionale Italiana” tiveram uma aula diferente. Com a visita da chef Helena Morici, do restaurante Taormina, os estudantes aprenderam tudo sobre os cannoli, doces típicos da Itália, e colocaram a mão na massa para preparar essa delícia com supervisão da própria chef e sua ajudante, a Jô, cozinheira de mão cheia. Filha de italianos da região do Vêneto, Helena nasceu em São Paulo, mas se casou com um siciliano e morou na região por muitos anos. Ela tem quatro filhos e cinco netos, e todos estudaram no Dante.

a turma da eletiva

Seu restaurante leva o nome da cidade mais turística da ilha, pela qual ela é apaixonada: “É a cidade mais bonita da Sicília. À noite, iluminada, parece até um presépio. Se eu falo muito de lá, logo me emociono e até choro”, disse. O cannolo, típico da Sicília, é uma de suas especialidades. Em seu restaurante, o doce sempre é oferecido ao final das refeições, acompanhado por um bom café. “O canudinho de massa crocante coberto de açúcar de confeiteiro e com recheio cremoso de ricota e frutas cristalizadas foi criado por freiras em um convento da cidade de Caltanissetta, bem no meio da ilha”, contou Helena.

o martelinho que veio da Itália

A chef também deu várias dicas para os alunos acertarem a receita: “Muita gente não sabe, mas os cannoli são fritos junto com a forma, que é um bastão de madeira. Se usar um cano de metal, o biscoito afunda e fica encharcado de óleo. Antigamente, usavam-se cabos de vassoura cortados para isso”. Ela também ensinou a desenformar corretamente e a rechear muito bem o tubinho para que ele não quebre.

alunas colocando a mão na massa

Confira a receita completa:

CANNOLI DO RESTAURANTE TAORMINA – CHEF HELENA MORICI

Ingredientes da massa:

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de açúcar refinado

500 g de farinha de trigo

½ litro de óleo vegetal (pode ser canola, girassol, soja etc.)

200 ml de água (a medida não é exata, é preciso adicionar aos poucos até a massa chegar ao ponto)

Açúcar de confeiteiro para polvilhar

Ingredientes do recheio:

1 peça de ricota natural sem sal

1 clara de ovo

1 xícara de frutas cristalizadas picadas bem pequenas

Tirinhas finas de casca de laranja amarela fervidas em água com açúcar

alunos também participaram da aula

Modo de fazer:

Misture bem com as mãos a manteiga e a farinha enquanto adiciona a água aos poucos, até chegar a um ponto de massa homogênea. Trabalhe bem a massa. Deixe descansar em temperatura ambiente durante a noite coberta com um pano e, no dia seguinte, abra com um cilindro número 5 ou com um rolo de macarrão, deixando-a com espessura fina. Corte pequenos losangos ou círculos usando um molde ou forma de cannoli e cubra os pauzinhos de madeira com a massa, colando as extremidades com a clara de ovo. “A clara funciona como uma cola e o fechamento do cannolo é muito importante”, ensina a chef, que recomenda passar na parte de dentro e também na parte de fora para selar bem a massa no canudinho.

Coloque uma panela de óleo vegetal em fogo baixo para que ela vá esquentando aos poucos até ferver. Frite os canudos em imersão. A massa vai empipocar, ficando cheia de bolhas. “Isso significa que a massa foi bem trabalhada com as mãos, ficando aerada. O cannolo não pode ser liso, tem que ter essa textura e ficar crocante”, explica Helena. Retire quando estiver dourado e deixe escorrer e esfriar.

Depois de fria, a massa pode ser facilmente desenformada com a ajuda de um martelinho ou outro cilindro de madeira. Bata na madeira de cima para baixo até que ela se solte da massa. Não faça isso com a massa quente ou morna, porque ela pode quebrar.

O recheio tem que ser feito com uma ricota natural, sem sal, açúcar ou qualquer tipo de tempero. Bata o queijo na batedeira até que ele vire um creme fofo e, depois, adicione frutas secas cristalizadas em pedaços bem pequenos. Misture bem.

Descasque uma laranja de casca amarela e retire bem toda a parte branca do bagaço para evitar amargor. Corte a casca em tirinhas finas e ferva em uma panela com água e açúcar até amolecer. Depois, reserve até secar e esfriar.

Recheie os canudinhos usando um bico de confeiteiro ou palitinho de sorvete e capriche. Todo o canudo tem que ficar bem cheio, senão pode quebrar. Alise bem as bordas, mas deixe-as na mesma altura da massa, sem afundar. Passe o canudinho já recheado pelo açúcar de confeiteiro e finalize grudando uma tirinha de laranja em cada ponta. “Pode usar pistache ou um pedacinho de chocolate também”, ensina a chef.

cannoli
Categorias: Destaque, Ensino Médio, Notícias