Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Fundamental / Institucional / Notícias

Dante doa duas cadeiras de rodas para a AACD com campanha de lacres

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 9 de outubro de 2019

Graças à grande campanha de arrecadação de lacres de latinhas de alumínio realizada pelos alunos do Dante, o Colégio conseguiu doar duas cadeiras de rodas para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). A entrega foi feita no dia 22 de setembro em um grande evento da empresa de concessão de rodovias Arteris, que faz toda a mediação com as empresas de reciclagem e as instituições sociais no programa de responsabilidade social “Lacre Amigo”, apoiado pelo Dante. A iniciativa começou em 2011 e, desde então, já doou mais de 530 cadeiras de rodas para instituições sociais cadastradas nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde a Arteris atua. A cada 140 garrafas PET de dois litros cheias de lacres de alumínio, o equivalente a 90 kg, a Arteris promove a doação de uma cadeira de rodas. Cada garrafa PET de dois litros comporta três mil lacres.

Professora do Dante entrega cadeiras de rtodas para a AACD em evento da Arteris

“Muita gente pensa que esse tipo de campanha é mito, ou uma lenda urbana, mas é verdade! Desde que existam empresas de confiança trabalhando junto, a arrecadação de lacres realmente possibilita o acesso a cadeiras de rodas para quem mais precisa”, conta a professora Ana Claudia Baldi, regente do 5º ano J e responsável pela campanha no Dante. “Queremos que as pessoas vejam o resultado para que saibam que é uma campanha real e confiem em nosso trabalho, além de nos ajudarem na arrecadação, que continua a todo vapor”, afirma ela.  Uma das cadeiras doadas pelo Colégio foi resultado da campanha de 2018, que conseguiu arrecadar os 90 quilos de lacres necessários para a troca. A segunda doação foi fruto do primeiro semestre de 2019, quando a campanha, já com maior adesão, superou os resultados do ano anterior conquistando a cadeira ainda em junho. Agora, com a campanha deslanchando e mais ativa do que nunca, a comunidade escolar conseguiu juntar, só nos últimos meses de agosto e setembro, 62 quilos de lacres! “Felizmente a cada ano a campanha cresce mais e mais e ajuda mais pessoas que precisam. Desde a volta das férias de julho o volume de doações tem sido tão grande que acredito que, muito em breve, já teremos a nossa terceira cadeira! Com certeza vamos chegar lá até o final de 2019. E, para o ano que vem, esperamos resultados ainda maiores”, comemora a professora Ana Claudia.

O crescimento vertiginoso da campanha em 2019 pode ser explicado com alguns fatos: os alunos das turmas da manhã e do 1º e do 6º ano do Ensino Fundamental começaram a participar (antes, a campanha só incluía as turmas da tarde do 2º ao 5º ano), as famílias estão apoiando mais o movimento dos alunos e, recentemente, os coleguinhas do Maternal I e II também começaram a recolher lacres. “Em três anos de campanha, este momento é o de maior união e engajamento, foi o grupo que mais abraçou a causa”, conta Ana Claudia. “Outra coisa muito curiosa que conseguimos observar foi a transformação dos alunos após a campanha, pois eles desenvolveram mais empatia e sensibilidade, mudando a forma como veem o outro. A campanha mexeu muito com eles, de forma positiva. Eles aprenderam a colaborar e a trabalhar juntos e percebi que agora tenho muito menos problema de disciplina. Não fazem brincadeiras de mal gosto nem comentários maldosos com os colegas”, comenta a professora, orgulhosa.

As crianças do 5º ano posam com os 90 quilos de lacres arrecadados

Emoção na entrega

Para promover a conscientização sobre o tema, em 2019 a Arteris promoveu, em diversas cidades, o evento “Junta & Vai – a corrida do Lacre Amigo”, unindo uma corrida de rua para incentivo ao esporte à entrega das cadeiras e também à exposição Mobility Show, voltada para a mobilidade de pessoas com deficiência, com veículos como carros e motos adaptados e orientação jurídica sobre o direito ao desconto e às modificações nos automóveis na hora da compra. Em São Paulo, o evento foi realizado em Santana no dia 22 de setembro. As cadeiras arrecadadas pelo Dante foram recebidas por Emanuel Salvador Toscano, superintendente de operações da AACD, e o Colégio foi muito elogiado pela assessora de sustentabilidade da Arteris, Alessandra Lazarin. “Ela ficou maravilhada com o impacto que conseguimos causar no Colégio, aumentando significativamente a campanha a cada ano. O evento foi emocionante e todos os colaboradores da Arteris foram muito engajados e participativos”, conta a professora Ana Claudia, que representou o Dante na cerimônia de entrega. Além das duas cadeiras doadas pelo Dante, os próprios colaboradores da Arteris viabilizaram a doação de mais duas cadeiras por meio da coleta de lacres. Uma delas foi doada para a ONG C.R.I.S.T.O. – Centro de Reestruturação, Inclusão Social e Trabalho Ocupacional, que oferece assistência social a crianças e adolescentes com deficiência intelectual e em situações de vulnerabilidade; e a outra foi doada para o COTIC – Centro Organizado de Tratamento Intensivo à Criança, que abriga crianças e adolescentes com doença mental leve, moderada e profunda, além de deformidades físicas severas.

Campanha tampinha do bem

A vez das tampinhas

Com o sucesso da campanha de arrecadação de lacres, em setembro o Dante também passou a coletar tampinhas plásticas de garrafas PET. Por enquanto, participam alunos do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental. No edifício Michelangelo foram instaladas caixas de acrílico que funcionam como urnas para que os alunos possam depositar suas doações. A nova campanha, chamada “Tampinha do bem – ajude a colocar um sorriso no rosto de uma criança”, vai reverter todo o dinheiro ganho com a reciclagem do material arrecadado em doações para o Projeto Arrastão, do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo. A instituição, que já tem mais de 50 anos, acolhe e dá suporte às famílias da região que vivem em condição de pobreza desenvolvendo a comunidade com programas nas áreas de educação, cultura, geração de renda, habitação e qualidade de vida. A ONG já atendeu mais de 13 mil pessoas nos programas educacionais e sociais, serve mais de 400 mil refeições por ano e beneficia outras 13 instituições (entre escolas, universidades e organizações sociais). O Projeto Arrastão também investe na formação de jovens, acolhendo estudantes até a 3ª série do Ensino Médio e oferecendo empregos para os alunos formados, contratados pelos empresários investidores ou apoiadores da ONG. “Essa renda extra vai ajudar a ONG e também beneficiar o meio ambiente, pois retiramos o plástico usado da natureza e o reciclamos, evitando o uso de mais recursos naturais e a poluição”, explica a professora Ana Claudia. “O Projeto Arrastão é auditado, já ganhou muitos prêmios nacionais e internacionais, é transparente e muito organizado. Com apenas um mês de campanha já conseguimos 10 quilos de tampinhas e estamos muito felizes em apoiá-los”, afirma ela.

Categorias: Destaque, Ensino Fundamental, Institucional, Notícias