Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Conheça o Colégio / Mais de 100 anos de história

O Poeta Dante Alighieri

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus

Patrono do colégio, Dante Alighieri é considerado um dos mais importantes poetas e escritores italianos.  Filho de Alighiero e Bella, nasceu em Florença, no centro-norte da Itália. Naquela época, a cidade era uma rica comuna autônoma, de governo republicano, com 90 mil habitantes, uma das mais populosas cidades europeias de então.

Os Alighieri eram uma família guelfa, de antiga nobreza urbana. Depois dos estudos, Dante prosseguiu com as artes liberais. Exercitou-se nas armas e na cavalaria, tendo participado, aos 24 anos, da batalha de Campaldino. Aos 18 anos, Dante descobriu-se poeta, ao mesmo tempo que surgiu seu amor platônico por Beatriz, grande e eterna musa.

Muito mais que um literário, aos 30 anos, Dante inicia sua vida política em Florença, na mesma época em que se casa com Gemma Donati, que pertencia a uma família politicamente muito importante. O poeta foi membro do Conselho Especial do Capitão e, por duas vezes, do Conselho dos Cem. Foi embaixador da Comuna em San Gimignano e, de junho a agosto de 1300, um dos seis priores (órgão supremo do governo de Florença).

Entretanto, o envolvimento político trouxe uma série de problemas para Dante, sobretudo quando o papa Bonifácio VIII resolveu ocupar Florença militarmente. No ano de 1300, Dante preparava a resistência dos guelfos para defender a autonomia municipal. A empreitada, porém, não teve sucesso e, tempos depois, o artista foi condenado a dois anos de exílio e a uma pesada multa.

O não pagamento da multa o condenou ao exílio perpétuo. Foi no início de seu desterro que o poeta começou a esboçar o que seria sua obra suprema, a “Divina Comédia”, poema constituído por 100 cantos que se dividem em três livros: Inferno, Purgatório e Paraíso. Dante nunca mais pôde voltar a Florença, morrendo na cidade de Ravena, provavelmente de malária, em 1321, com 56 anos.