Português Italiano Inglês Español
Siga nas redes sociais Facebook Instagram YouTube Linkedin
Home / Destaque / Ensino Fundamental II / Notícias

Alunos têm aula de geografia diferente no Telhado Verde

Imprimir Compartilhar Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Google Plus
Em 14 de maio de 2019

Os alunos do 6º ano estão estudando os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais na aula de geografia e, no final de abril, tiveram uma experiência diferente com uma atividade no Telhado Verde. Localizado na cobertura do edifício Ruy Barbosa, justamente o prédio onde ficam as salas do 6º ano, o espaço funciona como uma horta orgânica alinhada ao trabalho de coleta seletiva e compostagem realizado em todo o Colégio, com produção de alimentos e atividades pedagógicas de educação ambiental. Todo ano, o Dante reverte 35 toneladas de resíduos sólidos diversos para cooperativas e empresas de reciclagem.

De volta à aula de geografia, as crianças encontraram no Telhado Verde, ao lado das plantas, um grande tapete com o desenho de uma bússola ou rosa dos ventos, contento os quatro pontos cardeais. Eles tinham que se posicionar nesse espaço identificando os pontos pedidos pelos professores. “Finjam que vocês não têm celular, nem relógio, nem mapa, bússola, nada. Se vocês estivessem perdidos e não pudessem contar com nenhum desses objetos, como poderiam se localizar? Como fariam para se virar? Olhando o sol”, disse o professor de geografia Vinícius Leite da Silva Carvalhaes em uma das aulas. “O sol nasce no Leste e se põe no Oeste e, conhecendo os pontos cardeais, vocês conseguem encontrar o caminho”, explicou ele para as crianças. “A atividade prática teve como objetivo consolidar os conhecimentos teóricos adquiridos sobre orientação no espaço geográfico. Com o uso dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais, o desafio foi deslocar-se sobre o tapete com o desenho da rosa dos ventos sem cometer enganos. Em paralelo, para reforçar esses conceitos, os alunos participaram de uma espécie de Caça ao Tesouro em que uma base numerada possibilitou o deslocamento que atendeu a comandos específicos e culminou com a descoberta do número-chave”, explica a professora de geografia Fátima Gnecco.

No final da aula, as crianças também puderam explorar a horta e até experimentar alguns alimentos cultivados ali, como folhas de manjericão. Na horta há morango, alface, romã, hortelã, manjericão, capim-santo, beterraba e berinjela, entre outros, e o local é muito bonito, com uma vista interessante dos Jardins e de todo o Colégio. Os alunos simplesmente amaram. “Foi muito gratificante ver que o tempo da aula passou tão rápido ante a curiosidade e o interesse deles. Mãos sujas de terra, minhocas por entre os dedos, histórias de ingredientes que já fizeram parte das refeições de família. Como não validar uma experiência de vida? E essa, tivemos que prometer aos alunos mais afoitos, foi só a primeira de muitas outras visitas ao nosso Telhado Verde”, conta Fátima. “Foi uma experiência diferente, uma aula muito legal! Sou aluna nova e foi a primeira vez que visitei o Telhado Verde. Achei muito bonito e gostaria de voltar para explorar mais. O que mais me impressionou na horta foi a árvore de romã, que eu nunca tinha visto. A atividade nos ajudou muito a entender o espaço onde estamos, desenvolvendo nossa noção espacial e compreendendo melhor o conteúdo da aula. Foi um desafio, mas depois entendemos e aprendemos até mais”, elogiou a aluna Anna Elizabeth Heck, do 6º A.

Categorias: Destaque, Ensino Fundamental II, Notícias